segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Boletim da opressão islâmica às mulheres - 12 de agosto a 2 de novembro de 2010

Bill Warner: Center for the Study of Political Islam, 3 de novembro de 2010 
Link to the article / Link para o artigo original
Tradução: DEXTRA

Ao lado: Afegã sendo preparada para ser apedrejada pelos muçulmanos do Talibã, em 2005.


12 de agosto de 2010
Irã
A "confissão" de uma mulher em vias de ser apedrejada.

13 de agosto
Índia
Uma engenheira está enfrentando ameaças por não usar véu.

15 de agosto
EUA
Um abrigo da cidade de Tulsa ajuda mulheres muçulmanas vítimas de maus-tratos.

Grã-Bretanha
Pais muçulmanos são acusados de bater e prender a filha por causa de uma paquera no facebook

17 de agosto 
USA
Assassinatos por motivos de honra não são novidade nos EUA.

27 de agosto
Itália
Um ataque com ácido contra uma mulher de 19 anos.

Itália
Recusa-se ao Islam uma fundo a partir do imposto de renda por várias razões, inclusive por não de apoiar os direitos das mulheres.

29 de agosto
Grã-Bretanha
Taxistas ganham um dinheiro extra rastreando muçulmanas por recompensa.

31de agosto
Afghanistan (Hat tip to JihadWatch)
Testes de sangue confirmaram que uma série de misteriosos casos de mal-estar em massa em escolas para garotas nos últimos dois anos foi causada por um forte gás venenoso. Atualização sobre a Xaria e o tratamento das mulheres no Afeganstão AQUI.

September 2, 1010
UK
Mais um assassinato por motivos de honra no Reino Unido.

4 de setembro
EUA (Hat tip to JihadWatch)
Atualização sobre o muçulmano que decapitou a mulher.

5 de setembro
Irã (Obrigado, JihadWatch)
Uma iraniana condenada ao apedrejamento também receberá 99 açoites por sua fotografia sem véu ter sido publicada. Atualização AQUI.

EUA
Um vídeo onde o imam Feisal Rauf diz que na Xaria as mulheres são iguais aos homens e que os EUA são um "estado concorde com a Xaria".

França
A França cancelará a cidania de quem atacar a polícia, mas não de polígamos ou de quem fomentar a circuncisão feminina.

Egito
Clérigo egípcio: Se as mulheres são assediadas mesmo quando estão usando o niqab ou o hijab, deve ser porque elas simplesmente não deveriam estar fora de casa.

7 de setembro
Bangladesh
Uma menina de 11 anos é estuprada pelo professor.

9 de setembro
Arábia Saudita
Um saudita se divorcia de sua esposa por causa de uma chamuça de queijo.

13 de setembro
EUA
O problema dos assassinatos por motivos de honra pode ser quatro vezes mais alto do que as estimativas da ONU.

EUA
Casamentos e conversões forçadas de garotas cristãs em países muçulmanos.

14 de setembro
Grã-Bretanha
Membros de gangue iraniana tentam vender virgindade de garotas a árabes ricos.

Países Baixos (Obrigado pela tradução, Islam in Europe)
13 assassinatos por motivos de honra ao ano.

Grã-Bretanha
Mulher africana foi mantida como escrava por médico muçulmano.

15 de setembro
Arábia Saudita
Uma ativista de direitos das mulheres exortou os líderes do país a abolirem as leis que estabelecem a autoridade masculina sobre as mulheres.

Paquistão
Últimas notícias sobre um incidente envolvendo um policial que se recusou a registrar ocorrência de um caso de conversão religiosa forçada de uma garota hindu de 13 anos.

Austrália (Obrigado, JihadWatch)
Uma garota de 14 anos foi impedida de deixar a Asutrália e teve que entregar seu passaporte para ser salva de um casamento arranjado, poucos dias antes de seu pai a mandar para o exterior para se casar com um homem que ela nunca viu.

16 de setembro
EUA
Um homem da Filadélfia admite ter ido ao Egito para engravidar jovens.

EUA
Um homem é acusado de jogar ácido de bateria no rosto da namorada.

Índia
Há um número crescente de assassinatos por motivos de honra na região da capital indiana.

17 de setembro
Índia
Este artigo analiza por que as rainhas muçulmanas desapareceram da história.

18 de setembro
EUA
A irremediável degradação das mulheres na maior parte do Oriente Médio, África e outras partes da Ásia onde a Xaria tem um enorme papel é absolutamente horrorizante. A Xaria endossa a escravidão, exige execuções em casos de apostasia e ignora a repressão às mulheres.

Índia
Engenheira aeronáutica de formação, uma muçulmana de 23 anos se recusa a usar a burca e frequentemente usa jeans, apesar de constantes ameaças de morte.

19 de setembro
Pakistan
Registrou-se um aumento de 13% na violência contra as mulheres, de 2008 a 2009.

20 de setembro
Faixa de Gaza (Obrigado, JihadWatch)
Khaled Mahmoud admite ter batido na irmã até matar, ano passado, na Faixa de Gaza, e diz que faria de novo.

23 de setembro
Egito
Clérigo egípcio declara que o Islam permite o espancamento da esposa apenas quando ela se recusa a fazer sexo com o marido.

24 de setembro
Paquistão
O Talibã explodiu mais duas escolas para garotas na capital da província de Peshwar.

Paquistão (Hat tip to JihadWatch)
Um vídeo raro que dizem ter sido contrabandeado do noroeste do Paquistão mostra uma mulher sendo apedrejada por militantes do Talibã até morrer, na região superior de Orakzai. AVISO: IMAGENS CHOCANTES.

27 de setembro
Chechênia (Obrigado, JihadWatch)
As mulheres na Chechênia estão sendo pressionadas a adotarem o vestuário islâmico, de acordo com ativistas de direitos humanos e um vídeo fundamentalista islâmico circulando na Internete, no último exemplo da deterioração dos direitos das mulheres durante o governo do atual presidente da conturbada república do sul da Rússia.

28 de setembro
Alemanha
Wafa tinha apenas 17 anos quando foi assassinada por sua família, há 17 anos atrás, por motivos de honra, disse sua irmã, uma curda vivendo na Alemanha, que testemunhou o assassinato da irmã.

30 de setembro 
Nova Zelândia
Um imigrante turco que alega que estava realizando uma dança tradicional com passos aparentemente violentos, enquanto batia na esposa, foi condenado por agressão por um juíz na Nova Zelândia.

1 de outubro
Indonésia
Duas mulheres açoitadas em público na província esmagadoramente muçulmana de Achém na sext-feira, por vender comida durante o Ramadã.

2 de outubro
Grã-Bretanha (Obrigado, Jihad Watch)
Centenas de garotas estão sendo obrigadas por escolas britânicas a usarem o véu islâmico, numa decisão que foi amplamente criticada por muçulmanos comuns. Atualização AQUI.

3 de outubro
Egito
Psicoterapeuta egípcia informa que as mulheres são tratadas como menores nas sociedades árabes.

4 de outubro
Itália
Paquistanesa morreu na Itália depois que seu marido lhe bateu com um tijolo por se opor ao casamento da filha.

October 8, 2010
Indonésia (hat tip to JihadWatch)
Em uma decisão criticada como um insulto à dignidade das mulheres, uma autoridade do distrito de Achém solicitou a substituição de uma mulher chefe subdistrital, alegando que na lei islâmica as mulheres não estão qualificadas para governar.

9 de outubro de 2010
Iraque
Os clérigos islâmicos são responsabilizados pela prevalência de assassinatos por motivos de honra no Curdistão iraquiano.

12 de outubro de 2010
Austrália
Se você acha que as mulheres islâmicas têm o direito de ficar descobertas e quer que a buca seja banida, você é um islamófobo.

29 de outubro de 2010
ONU/Irã
O governo dos EUA e grupos de direitos humanos reagiram fortemente ontem à notícia de que o Irã está prestes a ganhar um assento na nova agência da ONU para para promover a extensão da igualdade às mulheres.

2 de novembro
Irã (Obrigado, JihadWatch)
Iraniana que foi condenada à morte por apedrejamento após ter sido considerada culpada de adultério e ajudar a matar o marido será executada na quarta-feira, 3 de novembro de 2010.


Produzido www.politicalislam.com
Editor: Bill Warner; Editor: Asma Marwan
Link permanente

0 comentários:

Postar um comentário

Termo de uso

O Blog De Olho na Jihad não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio, os que estiverem em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

As opiniões expostas não representam o posicionamento do blog, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. Por este motivo os que comentarem como anônimos devem ter ciência de que podemos não publicar ou excluir seus comentários a qualquer momento.
Se não tiver gostado, assine, ou não comente e crie seu próprio site e conteste nossas informações.

Ao comentar o usuário declara ter ciência e concorda expressamente com as prerrogativas aqui expostas.

A equipe.

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More